Tienda

PLOT 46

Disponibilidade: Stock

R$ 90,00

O Membro Fantasma. Estudio Normal / Repossi. Oma / Ròmola. Andrés Jaque Architects / Office for Political Innovation / Céline. Valerio Olgiati / Parque Olímpico. Ministério de Desenvolvimento Urbano e Transporte de Buenos Aires / Praticas em Oslo. R21 Arkitekter, Skajaa Architecture Office + Fragment, Rintala Eggertsson Architects, Vardehaugen, Espen Surnevik, MDH Arkitekter. Com introdução de Francisco Kocourek / Praça Skanderbeg. 51N4E / Out of Time 41: Even Douglis conversa com Ciro Najle / O que é a teoria crítica urbana? Neil Brenner / A cidade como projeto estatal. Pablo Elinbaum / Propostas de plantas. Andrew Kovacs.

REF: BRPLOT046 Categorias ,

REVISTA

O Membro FantasmaNo marco da exibição République Géniale em Berna, “O membro fantasma” questiona o studioloatravés de um modelo feito em escala 1:2, indagando sobre a arquitetura, a ausência e o valor do efêmero. A matéria inclui um texto de apresentação de Martín Huberman e de um ensaio fotográfico de Fernando Schapochnik.

RepossiUma seleção de três obras diversas que se destacam por seus espaços criados como pequenos universos. Partimos da joalheria Repossi, de Ippolito Pestellini Laparellli, de Office for Metropolitain Architecture (OMA), localizada na Place Vendôme de París. O projeto divide o programa em três zonas diferenciadas, denominadas de acordo ao seu contexto: rua, galeria e salão. A organização de cada andar parte da ideia de que a apreciação diante da coleção de joias poderá ocorrer em tempos diferentes: rápido, lento e muito lento.

Ròmola. Emsegundo lugar apresentamos a cafetaria Ròmola, de Andrés Jaque Architects. O projeto é o resultado da mobilização cuidadosa de uma rede de artesãos em perigo de extinção ante a “imposição da retórica da austeridade da arquitetura madrilena atual.

Céline. Por último, a excêntrica loja da luxuosa marca Céline em Miami, do suíço Valerio Olgiati, parece-se mais a um refúgio do que uma boutique, um espaço recoberto de mármores de diferentes países que outorgam una atmosfera singular à loja.

PRÁTICA

Parque Olímpico. O Parque Olímpico, localizado em um terreno de trinta e cinco hectares, ao sul da Cidade de Buenos Aires, está composto por um conjunto de edifícios e infraestruturas esportivas que abrigou durante outubro de 2018 os Jogos Olímpicos da Juventude e que será a nova sede do CeNARD. A obra foi realizada pela Dirección General de Arquitectura, Subsecretaria de Proyectos, Ministério de Transporte e Desenvolvimento Urbano (MDUyT) do Governo da Cidade Autónoma de Buenos Aires (GCBA).

Práticas em Oslo. A matéria recorre as obras dos principais arquitetos da nova geraçãona Noruega. O ensaio de Francisco Kocourek, arquiteto argentino radicado em Olso, oferece um breve panorama do desenvolvimento arquitetônico escandinavo de meados do século XX e introduz o trabalho de seis jovens escritórios de Oslo. Haraldheimsveien, Trosterudveien 9, Sand – Sand – Dois chalés entre os fiordes de R21 Arkitekter. Liabøparken, Nesa, Artist live/work, Edifício comunitário temporário, Academia de ginástica Ammerud, Ski meeting box, Átrio Ammerud de Skajaa Architecture Office + Fragment. Chalé para um escritor em Montricher, Passarela de pedestres Tintra, Refúgio Fleinvær de Rintala Eggertsson. Desenhos em escala real, Retiro de caçadores, Cahlé Vindheim de Varde-Haugen. PAN – Três cahés, Casa de férias, Igreja Våler de Espen Surnevik. Moholt 50|50, Moholt Kindergarten, Estação de metrô Løren de MDH Arkitekter.

Praça Skanderbeg. Obra dos arquitectos belgas 51N4E em Tirana. O projeto, resultado de um concurso internacional realizado em 2008 para transformar a área, baseou-se em uma proposta “anti monumental” para a praça, uma forma simples e ao mesmo tempo radical de devolver o espaço à vida pública da Albânia democrática.

TEORIA

Out of Time 41. Evan Douglis conversa com Ciro Najle.

O que é a teoria crítica urbana? Neil Brenner, diretor do laboratório de Teoria Urbana da Graduate School of Design da Universidade de Harvard, oferece uma interpretação da teoria crítica centrada em quatro elementos interconectados: sua natureza teórica, sua reflexividade, sua crítica da razão instrumental e sua ênfase na disjunção entre o real e o possível.

A cidade como projeto estatal. A través de em recorrido pela genealogia do espaço estatal portenho, Pablo Elinbaum expõe astransformações da Comuna 8, localizada no sudoeste da Cidade de Buenos Aires que, apesar dos contínuos investimentos públicos, modificações nos códigos urbanos e o desejo de modernização e lucro, ainda permanece relegado.

Propostas de plantas. Realizadas pelo arquiteto Andrew Kovacs, cada planta é o resultado da acumulação e da contiguidade de múltiplas plantas desvinculadas do seu tempo, escala, tamanho, função e contexto, com o objetivo de produzir uma nova totalidade.

Voltar